Gente Buscando Gente

Polícia do DF usa tecnologia para saber como ficaram crianças desaparecidas com o passar dos anos


Trata-se de uma progressão para mostrar como a criança pode ter ficado na fase adulta


Em quarto lugar no ranking nacional de crianças e adolescentes desaparecidos, o Distrito Federal conta com uma tecnologia para saber como esses jovens ficaram com o passar dos anos. Só no DF, há 16 meninas e 14 meninos desaparecidos atualmente. Todas essas crianças constam no Cadastro Nacional de crianças e adolescentes desaparecidos criado em 2010 pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Entre os casos está o de Kátia Gomes de Souza, de 14 anos. A adolescente desapareceu no dia 21 de novembro do ano passado. Ela estudava na Escola Classe 19 da Guariroba, na Ceilândia, região do Distrito Federal, e saiu para ir à aula como de costume às 7h, mas nunca mais voltou. No colégio, os professores disseram à família que, nesse dia, Kátia nem assistiu às aulas.

— Fui no colégio, conversei com a coordenadora e ela disse: olha, no dia 21 só teve três aulas, a Kátia não apareceu aqui. Fui lá conversar com as professoras e elas disseram que ela não apareceu de jeito nenhum. É uma tristeza, não tem mais graça, não é a mesma coisa. Para mim não teve natal, não teve ano novo, a vida perdeu a graça, contou a mãe Elineide da Silva.

Segundo o delegado da Polícia Civil Wisllei Salomão, quanto mais rápido o desaparecimento for registrado, melhor.

— Assim que o pai ou responsável suspeitar que essa criança ou adolescente desapareceu, ele deve procurar uma delegacia.

Quando o caso é antigo, um programa de computador pode ajudar a fazer uma imagem mais atual da pessoa desaparecida. A polícia do DF possui o equipamento que desenha por meio de traços, características e o formato do rosto do desaparecido. Trata-se de uma progressão para mostrar como a criança pode ter ficado na fase adulta. A papiloscopista da Polícia Civil, Thalyta Oliveira, explica que a imagem pode não ser exata, mas ainda assim é importante na hora do reconhecimento.

— A progressão de idade não é uma fotografia, é apenas uma projeção de como ele poderia estar. Existem vários outros fatores que podem interferir, então, é importante que a pessoa tenha em mente que aquela imagem é uma suposição de como está a criança naquele período.


*Do Portal R7.

Neste mês completou seis anos do assalto em nossa ONG


Na ocasião tiros chegaram a ser disparados no interior da entidade e entre outras coisas, foi levado um computador notebook que continha todos os arquivos das buscas pelos desaparecidos que haviam sido produzidos em dois anos.

Com a Graça de Deus e com o apoio de algumas pessoas, nosso trabalho continuou e conseguimos refazer os arquivos e adquirir outro computador. 

Em 2013 também recebemos uma importante doação de um computador notebook que desde então é utilizado pelos nossos voluntários nas viagens realizadas para as localizações.


Desaparecida


WILLIANY PRISCILA CORDEIRO FERREIRA SILVA, de 23 anos, está desaparecida desde o dia 28 de janeiro em Arapiraca (AL).

A jovem foi vista pela última vez no centro da cidade. Estava usando uma calça jeans, uma blusa branca e óculos de sol. 

Ela não tem histórico de problemas mentais. O esposo da moça disse à imprensa local que o telefone dela está desligado desde que desapareceu.

Desaparecida


Continua desaparecida a adolescente ANA CAROLINA RIBEIRO BURLE, de 15 anos, que desapareceu em setembro de 2013 quando estava na casa da avó, no bairro de Casa Amarela, Zona Norte do Recife (PE).

Três meses antes do desaparecimento a garota morava em fortaleza no ceará. Ela veio para o Recife estudar enquanto o pai se recupera de um problema de saúde.

A família teve informação que ela foi vista com duas amigas na hamburgueria Saturday's, no bairro Parnamirim, no dia do desaparecimento.

Estava usando uma calça jeans e um casaco e as meninas que foram vistas com ela não foram identificadas. Ainda de acordo com a família, o telefone da adolescente encontra-se desligado.


Desaparecido


O senhor JOSÉ NATALINO FRANCIOLI (mais conhecido como Natalo ou Natal), residente á linha 81, Km 24 lado esquerdo (Vale das Cachoeiras) município de Nova União (RO), desapareceu de casa no último dia 24.

Ele sofre de depressão crônica e por isso toma remédio controlado há anos, e nos últimos dias, deixou de tomar os remédios e por isso a mente estava fraca.


Desaparecida


RAQUEL SOUZA, de 15 anos está desaparecida em São Roque (SP) desde o dia 20 de janeiro.

Ela sumiu no portão de sua casa no bairro Campininha. Estava vestida com uma saia amarela e uma camiseta verde com listas pretas.

Segundo a polícia, a jovem foi vista pela última vez entrando em um táxi próximo a sua casa, depois disso desapareceu.

Desaparecida




EVILIN THAIS MORAIS DA SILVA tem 13 anos. Ela desapareceu em Eldorado (SP) no dia 25 de dezembro de 2014. 

A única pista que a polícia conseguiu do seu paradeiro é que ela foi vista no Distrito do Paruru, em Ibiúna (SP).

Desaparecido


FLÁVIO HENRIQUE DA SILVA tem dois anos e está desaparecido há oito dias na cidade de Peixoto de Azevedo (MT).

Ele estava no sítio do avô, no Distrito de União do Norte, na companhia dos pais e de alguns familiares quando sumiu sem deixar pistas. 

Após notar que a criança tinha desaparecido, no final da tarde daquele domingo (18), os pais da criança acionaram a polícia, que começou a fazer buscas pela região.

Desaparecida


Está desaparecida em Aracajú (SE) desde sexta-feira (9) a adolescente MAYRA LOPES SANDES, de 12 anos.

A menina saiu de casa no meio da tarde e não voltou. Sua mãe muito aflita registrou no mesmo dia o caso na Delegacia Plantonista de Aracaju e realizou buscas por conta própria pela região dos bairros Atalaia e Coroa do Meio.

A garota mora no bairro Aruanda, que fica próximo aos locais onde a família já fez procuras.


FBI oferece recompensa por brasileira desaparecida


Vinte mil dólares estão sendo oferecidos por informações sobre o paradeiro de Carla Vicentini

O FBI está oferecendo uma recompensa de $20 mil dólares por informações sobre a paranaense Carla Vicentini que desapareceu em 2006 em New Jersey. Ela sumiu após sair de um bar acompanhada de um homem e, segundo a amiga de Carla na época, ela avisou que iria ao carro do homem olhar uma fotografia e nunca mais voltou.

A brasileira era uma estudante internacional e falava somente inglês básico. De acordo com informações do site Brazilian Voices, a jovem, natural de Goioerê (PR), chegou aos Estados Unidos através de um programa de intercâmbio em janeiro de 2006. Ela rapidamente encontrou emprego em uma filial da lanchonete White Castle em Ledgewood (NJ) e hospedou-se em um motel vizinho, até mudar-se para o bairro do Ironbound, em Newark (NJ), em fevereiro do mesmo ano.

Na noite de 10 de fevereiro de 2006, Vincentini parou na Adega Bar & Grill, onde sua colega de apartamento trabalhava como garçonete, segundo o FBI. Aproximadamente, às 2:30 da madrugada, ela iniciou uma conversa com um indivíduo, que eventualmente a convidou ao seu carro para olhar uma fotografia. Antes de ir embora, Carla disse à amiga, Eduarda, natural de Brasília (DF), que se se encontraria com ela em casa. Essas palavras foram as últimas ditas pela jovem a um amigo há quase uma década. Vicentini foi descrita como tendo aproximadamente 5 pés e 7 polegadas de altura, 140 libras (63 Kg), cabelos louros e olhos castanhos. Se estiver viva, a brasileira teria completado 31 anos.

O indivíduo que desapareceu com a jovem na ocasião foi descrito pelas testemunhas como um homem branco, de nacionalidade desconhecida, de aproximadamente 30 anos de idade, 5 pés e 8 polegadas de altura e cerca de 200 libras (90 Kg). Ele tinha a pele clara, olhos claros e cabelos curtos e grisalhos.

Em 2010, a mãe da brasileira, Tânia Vicentini, em visita aos Estados Unidos, havia dito à mídia local que tinha certeza que sua filha estava morta. "Eu acho que Carla não está mais viva porque ela nunca passaria mais de dois dias sem contatar a família", disse Tânia na ocasião. "Alguém destruiu os sonhos dela (ter a oportunidade de conhecer um país diferente)".

Campanhas de busca

Anteriormente, em fevereiro de 2009, o FBI exibiu durante o programa de TV "CBS Cares" (O CBS se importa) imagens de Carla Vicentini. Meses após seu desaparecimento, em 25 de julho, a Carole Sund/Carrington Foundation ofereceu uma recompensa de $5 mil por qualquer informação que levasse ao paradeiro da brasileira. Na época, o Departamento de Polícia de Newark, juntamente com o NJ State Police e o FBI, conduziram várias entrevistas e passaram inúmeras horas investigando o caso então conhecido como "Carla Vicentini".

O Carole Sund/Carrington Foundation foi criado pelos pais de três jovens desaparecidas, Carole e Juli Sund e Silvina Pelosso, que, a princípio, foram declaradas desaparecidas e depois encontradas mortas próximo ao Yosemite National Park, na Califórnia, em fevereiro de 1999. Qualquer informação que possa levar ao paradeiro de Carla Vicentini pode ser enviada à filial do FBI em Newark (NJ) através do tel.: (973) 792-3000.


Desaparecido



O garoto MAURÍCIO BERTOLDO BICALHO desapareceu aos de 11 anos em agosto de 2008 no bairro Eldorado, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte (MG).

Ele é portador de necessidades especiais (retardo mental leve). 

Hoje ele está com 18 anos.

Desaparecida


A pequena LORRANY ESTÉFANE OLIVEIRA SANTOS está desaparecida desde dezembro de 2008 na cidade de Pedra Azul, no Vale do Jequitinhonha em Minas Gerais.

Ela sumiu logo depois que completou cinco anos de idade.

Hoje ela está com 12 anos.


Desaparecido


O garoto RAÍ ALVES FERREIRA desapareceu em janeiro de 2010 em Ibitiúra de Minas, na região sul do Estado de Minas Gerais.

Ele que é portador da síndrome de down, estava com apenas quatro anos quando sumiu enquanto brincava com as duas irmãs, perto de casa.

Parentes acreditam que o menino caiu no Rio Jaguari, que corta a cidade. Buscas foram realizadas pelo corpo de bombeiro e nada foi encontrado. 

Hoje ele está com 9 anos.

Desaparecida


A menina MICHELE DE SOUZA FERREIRA desapareceu aos 11 anos de idade em agosto de 2008 na cidade de Amparo da Serra, na Zona da Mata em Minas Gerais.

Ela saiu de sua casa no distrito de Córrego Liberato, Povoado de Santana na zona rural para ir para a escola, mas não chegou até lá.

Segundo a mãe, a menina estava acostumada a percorrer sozinha o caminho em 40 minutos.

Sua mochila foi encontrada no trajeto de sua casa para a escola.

Desaparecido



O menino DANIEL PAULINO GRACIANO desapareceu quanto estava com 11 anos em maio de 2007, no bairro Santa Mônica, na região da Pampulha, em Belo Horizonte (MG).

Ele havia saído para ir á casa de um amigo, mas não apareceu por lá. 

Hoje ele está com 18 anos.

Desaparecida


A menina BRUNA MARQUES MELO tinha apenas quatro anos quando desapareceu em outubro de 2009 na cidade de Frutal (MG).

Ela brincava na rua de casa com o irmão gêmeo e outras três crianças. A mãe conta que no momento passava um carro de som anunciando a chegada de um circo na cidade e que as crianças ganharam convite para assistir ao espetáculo.

Empolgados, o irmão e as três crianças entraram na casa e mostraram os convites. Bruna Melo foi a única que não entrou. Naquele momento a mãe foi para a porta de casa dela para buscar a filha, mas encontrou apenas a bicicleta que ela brincava jogada embaixo de uma árvore. 

Hoje ela está com dez anos.


Desaparecido


O garoto ANDERSON FARIA DE ASSIS, desapareceu quando estava com nove anos.

Ele foi visto pela última vez no bairro Vila Riachinho, em Contagem (MG). 

Hoje ele está com 16 anos.

Desaparecido



O garoto ADRIEL FILIPE TAVARES CORDEIRO desapareceu quando tinha apenas 6 anos. Foi em março de 2010, em São Gonçalo do Pará, no centro-oeste de Minas Gerais.

Segundo a mãe o garoto brincava sozinho no quintal de casa, com seus dois dinossauros de brinquedo, enquanto ela arrumava a casa. 

Hoje ele está com 12 anos.

Desaparecida



A menina MARIA EDUARDA MOURA está desaparecida desde julho de 2000 quando estava com 10 anos.

Ela desapareceu ao sair para comprar pão em uma mercearia perto de casa na cidade de Uberaba, no Triângulo Mineiro. 

Hoje ela está com 25 anos.

Desaparecida


A menina EMILY FERRARI, de 7 anos, desapareceu em maio de 2013 em Rio Pardo de Minas (MG).

Ela foi vista pela última vez quando brincava na porta de casa.


Desaparecida


A professora CLAUDINEIA ROCHA BANDEIRA de 32 anos está desaparecida desde o último sábado (3) na cidade de Ninheira no Norte de Minas Gerais,

Ela estava sozinha em casa no momento em que desapareceu. A filha, uma criança de 10 anos, tinha saído com o pai. Ao retornar para o imóvel, o homem não a encontrou.

O portão da casa estava trancado e a porta destrancada. Ela saiu com a roupa do corpo sem levar qualquer documento ou celular. 

Claudineia, além de professora no Centro Municipal de Educação Infantil Sonho Meu, coordena a creche da cidade.

Procuro a minha família


Monega Olmedo de 80 años busca a su hija TRÂNCITA SEGOBIAS. Los dos son de origen paraguayo.

Trâncita Segobias vivía con su madre en la ciudad de Guaira en Paraná. Ela trabajado en Foz do Iguaçu (PR) Trâncita de Foz do Iguaçu (PR) con su marido Paul Verdun y se fue a La Plata, capital de la provincia de Buenos Aires en Argentina .

In de diciembre de 1975 visitó a su madre en la Guaira (PR) junto con sus dos hijas (María Laura y Sandra Claudia). Desde entonces, no hizo más contacto con la familia en Brasil.

*

Monega Olmedo de 80 anos procura pela sua filha TRÂNCITA SEGOBIAS. As duas são de descendência paraguaia.

Trâncita Segobias morava com a mãe na cidade de Guaíra no Paraná. Ela trabalhava em Foz do Iguaçú (PR) com seu marido Paulo Verdum, de lá ela foi com ele para La Plata, capital da província de Buenos Aires na Argentina.

Em dezembro de 1975 ela visitou sua mãe em Guaíra (PR) juntamente com suas duas filhas (Maria Laura e Sandra Cláudia). Desde então não fez mais contato com a família no Brasil.

Apoio


Lauro José Martins é um aposentado da Marinha do Brasil que com sua câmera gosta de registrar tudo que acontece na Grande Vitória.

Ele conheceu nosso trabalho quando fizemos um reencontro na família dele.

Foi lá na cidade de Vila Velha (ES), em junho de 2011.


Ontem, domingo 25 de janeiro ele gravou uma mensagem de carinho e apoio ao nosso diretor Carlos Rodrigues.

Assistam!

video

Procuro a minha família


Walter Lopes Calvo procura pelo pai biológico ZOILO CALVO que é espanhol.


Ele tinha apenas seis anos na última vez que esteve com o pai. 

Zoilo Calvo é filho de Alfonsa Zolbidéia, e hoje ele está com cerca de 60 anos.

Desaparecido






Lerdeli Castro procura pelo filho WILLIANS BORGES DA COSTA (foto) que desapareceu na cidade de São Paulo (SP) em março de 2000.

Procuro a minha família


Nazaré de Fátima Reis procura pelo tio VITAL CRISTÓVÃO RIBEIRO VIANA.

Em 1978 ele saiu de Belém no Pará e foi trabalhar no garimpo na cidade de Itaituba no mesmo Estado e nunca mais entrou em contato com a família. 

Hoje ele está com 59 anos.

Procuro a minha família


Esta senhora da foto se chama Laudelina Alves Pinheiro. Ela tem 103 anos.

Há mais de 50 anos ela procura pela filha FRANCISCA PINHEIRO DE SOUZA, de apelido Sinhá, nascida na cidade de Araçuaí (MG), que hoje está com 77 anos.


Centro de acolhimento tenta localizar família de adolescente em São Paulo


Psicólogos dizem acreditar que o jovem Edilson Vieira tenha 16 anos.

Rapaz foi encontrado machucado em novembro na Zona Norte da capital.


Um centro de acolhimento para crianças e adolescentes da capital paulista tenta localizar a família de um adolescente que foi encontrado em uma rua da Zona Norte, em novembro do ano passado. A Justiça autorizou a divulgação da imagem do adolescente na tentativa de que algum parente do rapaz se apresente.

O adolescente é tímido e fala poucas palavras. Ele foi encontrado bastante machucado  no bairro Lauzane Paulista. Depois foi levado para o serviço de acolhimento para crianças e adolescentes, na Zona Norte.

O menino disse que se chama Edilson Vieira, que tem mãe, padrasto e três irmãos. Os psicólogos dizem acreditar que ele tenha 16 anos.


Segundo Rosemari Dionísio, gerente do abrigo, a busca começou no entorno da rua onde ele foi encontrado. “Depois fizemos um boletim de ocorrência de aparecimento de pessoas. E realmente nada, ninguém reconheceu o Edilson", disse.

Quem tiver informações sobre a família do rapaz pode entrar em contato com o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) Santana pelo telefone (11) 2950-3398.

*Do G1.

Procuro a minha família





Maria Rocha Santos procura pela irmã RITA ROCHA DE AVELAR que na época em que perderam o contato, era casada com Oswaldo Justino Neto, com quem ela teria ido para o Paraná.

Procuro a minha família



Maria Helena Oliveira procura pela irmã SEVERINA MARIA DE OLIVEIRA NUNES que hoje tem cerca de 60 anos.

Ela conta que o esposo da sua irmã se chama Cosme Nunes (Guido) e que ela tem duas filhas, Flávia e Flaviana. 

As duas perderam o contato há mais de 30 anos.

Tema de série de reportagem


A TV Leste produziu uma série de reportagem no final de 2014 mostrando pessoas e entidades que praticam o bem o ano inteiro.

Uma das entidades escolhidas foi a nossa.

Assista agora!

video

Facebook começa a exibir nos EUA alertas de crianças desaparecidas


Rede social fez parceria com centro nacional para mostrar avisos.
Alerta será enviado a usuário quando estiver na área onde criança sumir.

O Facebook anunciou nesta terça-feira (13) que começará a exibir alertas de crianças desaparecidas nos Estados Unidos.


A iniciativa faz parte de uma parceria da rede social com o Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas. A tecnologia do site vai permitir que os avisos sejam enviados a pessoas que morem ou estejam em uma região onde crianças tenham desaparecido.

Os anúncios são exibidos tanto em computadores quanto em smartphones. Incluem fotografias, características dos desaparecidos, detalhes do local onde foram vistos por último e informações, quando houver, dos possíveis captores. Um telefone para contato também acompanhará o alerta.

“Por anos, as pessoas usaram o Facebook para postar artigos sobre crianças desaparecidas”, afirmou, em nota, Emily Vacher, gerente de segurança da rede social, acrescentando que “em muitos casos, alguém viu um post ou foto em sua ‘feed de notícias’, tomou uma atitude e uma criança foi resgatada em segurança”.

Segundo Vacher, uma garota de 11 anos foi resgatada sã e salva em 2014 depios de a dona de um motel reconhecê-la de um alerta, compartilhado por um amigo no Facebook. A mulher telefonou para a polícia, que fez o resgate. “‘Boca-a-boca’ como esse são impressionantes nos inspiram a criar formas mais sistemáticas de ajudar a encontrar crianças perdidas pelo Facebook.”

Os avisos serão apenas exibidos aos usuários do Facebook, mas não gerarão qualquer tipo de notificação.


*Do G1.

Procuro a minha família


Rodrigo Vitória procura pelo pai RODRIGO VITÓRIA MACHADO que não vê há 15 anos.

Ele conta que tinha apenas sete anos quando o viu pela última vez na Vila Matilde em São Paulo (SP). 

Seu pai é este que aparece na foto com ele no colo.


Desaparecido



Continua desaparecido RICARDO RODRIGUES DA SILVA que hoje está com 39 anos. Ele é travesti, sendo conhecida como SUELLEN.

A última vez que fez contato com seus familiares foi em março de 2012, quando foi para o Parque do Carmo em Itaquera (SP).

Procuro a minha família



Helena Pereira de Melo procura pelo irmão REGINALDO PEREIRA DE MELO que hoje está com 54 anos.

O último contato dele com os familiares foi em 1985 através de uma carta. O endereço que constava no remetente era do Rio de Janeiro (Rua do arroz, 85 – Mercado São Sebastião – Penha). 

Desde então a família não sabe do seu paradeiro.

Desaparecido


Gisleidy Costa procura pelo tio OTON ALVES DA COSTA que em abril de 1976 viajou de Nova Era (MG) com destino a Periquito (MG) onde alguns familiares moravam, porém não chegou e sua família nunca soube o que aconteceu com ele, que hoje tem cerca de 60 anos.


Desaparecido


OSVALDO SILVA desapareceu ao ir a uma padaria no bairro em março de 2013 na cidade de Arujá (SP).

Segundo a família, ele que está com 72 anos, tem problema de esquecimento.


Procuro a minha família


Neusa de Oliveira perdeu o contato com a irmã há mais de 20 anos.

Sua irmã se chamava Norma Melo de Oliveira, mas ao se casar passou a se chamar NORMA MELO MIYAZAWA SAN. Ela tem hoje cerca de 50 anos.

Neusa conta que esta irmã morava no Flamengo, Rio de Janeiro (RJ) e casou com um japonês chamado Miyazawa San, e logo em seguida foi com ele para outro lugar e assim elas perderam o contato.

NORMA MELO MIYAZAWA SAN é esta de branco que aparece nesta foto tirada no dia do seu casamento ao lado do seu marido e alguns convidados.


Procuro a minha família



Ana Maria Martins procura pelo tio NACIF ANTÔNIO. Ele hoje tem cerca de 90 anos e pode estar morando na Ilha dos Araújos em Governador Valadares (MG).

Ele é irmão do seu pai Jorge Antônio que faleceu em há mais de 30 anos sem saber o paradeiro dele. 

Nesta foto ele aparece do lado da esposa Adélia juntamente com alguns netos.

Procuro a minha família


Aguinaldo Vicente procura pela irmã MARIA VICENTE DE SOUZA que hoje está com 59 anos.

Em 1986, com 31 anos, ela saiu da cidade de Duque de Caxias (RJ) e foi para outra localidade juntamente com o namorado (Luiz) que aparece com ela nesta foto.


Desaparecida



ELVIRA ANTUNES DE ARAÚJO, de 81 anos, está desaparecida desde o dia 01 deste mês na cidade de Eldorado, no extremo sul de Mato Grosso do Sul.

Segundo o filho, neste dia ela teria saído de sua casa, no Jardim das Grevilhas, por volta das 16h para ir ao mercado comprar pão e desde então não foi mais vista.

Quem tiver conhecimento do paradeiro da idosa poderá entrar em contato com a Polícia Civil de Eldorado pelo fone (67) 3473 1264.

Procuro a minha família


Maria Aparecida de Souza procura pela irmã MARIA JULIA SOUZA DA CRUZ que até em 1980 morava no distrito de São José do Itavó, que pertence à cidade de Itaipulândia no Oeste do Paraná.

Com a construção da Usina Hidrelétrica de Itaipu, no final da década de 1970 ela teve que se mudar de onde morava devido aos alagamentos da represa.

A mudança fez com que ela perdesse o contato com esta irmã.


Gravação de reportagem


Aconteceu na manha desta segunda-feira, 1 de janeiro de 2015.

Recebemos uma equipe de jornalismo da TV Leste que veio trazer até a entidade a família que viajou do Rio de Janeiro (RJ) até Governador Valadares (MG) na tentativa de localizar parentes da mãe e avó, ambas já falecidas.


Na cidade elas conheceram uma pessoa que indicou a emissora que tem histórico de apoiar buscas por familiares, que por sua vez nos pediu para acompanhar o caso.




 


Polícia alerta para o desaparecimento de idosos; 10 casos só este mês em MS


O número de desaparecimento de idosos preocupa a Polícia Civil. Somente neste mês, dez pessoas com idade igual ou superior a 60 anos sumiram em Mato Grosso do Sul, sendo três ocorrências em Campo Grande. Entre os procurados está um homem de 85 anos morador na Vila Santa Luzia, na Capital, visto pela última vez na tarde do dia de Natal.

Segundo a investigadora Maria Campos, especialista em busca de desaparecidos, os familiares precisam estar atentos quanto aos cuidados com os mais velhos, principalmente com aqueles que sofrem com doenças que afetam a memória como Alzheimer, Parkinson e depressão, por exemplo. “Os idosos são pessoas frágeis e precisam de atenção, especialmente os que possuem algum problema de memória”, afirma.

Ela explica que geralmente as vítimas saem de casa sozinhas para realizar atividades cotidianas como ir ao mercado ou visitar algum parente, e não retornam mais. “Muitos esquecem horário, onde moram e o nome dos familiares, e acabam se perdendo. Isso dificulta o resgate, pois eles não conseguem fornecer as informações necessárias para serem conduzidos de volta para a casa”, destaca.

Vulneráveis, eles correm risco de vida quando desaparecem, pois ficam à mercê dos cuidados de terceiros ou, no caso dos doentes, não conseguem fazer o uso correto de medicamentos. A família pode ser responsabilizada pelo desaparecimento, e responder judicialmente por abandono de incapaz. Deixá-los trancados em casa não é aconselhável, pois configura cárcere privado.

“A família tem que vigiar suas pessoas idosas, sempre as acompanhando em tudo que fazem”, disse a investigadora, lembrando que, apesar das circunstâncias, todas as vítimas foram encontradas em segurança. “Ainda existe gente de bem que vê os idosos perdidos e os acolhem”, completa.

Desaparecido – Segundo Maria, o idoso de 85 anos identificado como Joaquim de Souza está desaparecido desde o Natal. Ele foi visto pela última vez na Rua São Clemente, na Vila Santa Luzia, por volta das 16h. Ele tem problemas de pressão arterial e precisa de remédios controlados. Quem tiver alguma informação sobre o paredeiro dele deve informa à polícia por meio do telefone 190, ou (67) 9989-0778.


Procuro a minha família


Iolanda da silva procura pela tia MARIA JOANA SOARES DA SILVA (foto) que hoje está com 50 anos.

No ano de 2000 ela saiu da cidade de Presidente Dutra no interior do Maranhão e foi para Itaituba no Pará trabalhar na colheita de cacau, e não fez mais contato.